O QUE O EMPRESÁRIO GANHA COM A REFORMA TRABALHISTA? Demissão coletiva sem concordância do sindicato

Hoje em dia, para que haja a dispensa em massa de trabalhadores, se faz obrigatória a concordância do sindicato.

A Reforma Trabalhista, que entrará em vigor em novembro, modificou esta situação, assim, poderá a empresa proceder com a demissão coletiva ou plúrima sem a necessidade de autorização prévia de entidade sindical ou de celebração de convenção ou acordo coletivo de trabalho.